Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2006
Monumento aos Pastorinhos


Quem chega a Fátima e depara com este Monumento - a rotunda dos Pastorinhos - já sabe que faltam apenas algumas centenas de metros para o final da viagem que, em muitos casos, quão longa foi. Muitos viajantes chegam em viaturas, mas grande parte - dezenas de milhares - vieram a pé percorrendo, por vezes, centenas de km. Corpo dorido, pés cansados e quantas vezes feridos, mas com enorme espírito de alegria pela concretização do objectivo. Para trás quantos sacrificios ficaram, mas quase tudo esquece perante a visão da proximidade do Santuário, onde Nossa Senhora, Mãe da Humanidade acolhe os seus filhos de braços abertos. Cada peregrino tem a sua história para contar, o seu pedido a fazer, o agradecimento para colocar aos pés da Virgem.
Quando regressam às suas casas levam algo que não tem preço: a paz interior que lhes vai permitir voltar a encarar o dia a dia, mas agora com fé e a esperança numa vida melhor. Só por isso, a viagem não esquecerá, nunca mais.


publicado por josedusantos às 00:54
link do post | comentar | favorito

6 comentários:
De eduardo a 19 de Fevereiro de 2006 às 23:57
Caro amigo João Sousa. Obrigado pelo comentário, mesmo sendo ácido quase puro, entendo que tem o direito de o fazer. Talvez não fosse neste espaço, pois o trabalho que eu faço com este blog deveria merecer no mínimo, algum respeito. Mas adiante. Albrabice e exploração poderá o meu amigo encontrar em toda a parte, mas em Fátima encontrará muito mais. Poderá descobrir a paz de espírito necessária para estar de bem consigo e com o próximo. É só saber ouvir o silêncio, meditar e interiorizar o que de bom tem em si. Verá que se o fizer, será capaz de respeitar-se a si próprio e aos outros. A melhor resposta para o seu desabafo está na fé que tantos milhares de pessoas exteriorizam aqui nos seus sacrifícios pessoais. Basta ver e ouvir. Que o Senhor o ilumine, são os meus desejos. Até sempre.


De Clia a 20 de Janeiro de 2006 às 19:08
Olá. Vinhe-te agradecer os Parabéns. Também não considero o dia 13 dia de azar. Gostei muito deste post, mas infelizmente não conheço muito Fátima. Lembro-me das poucas vezes que lá fui, mas gostei. Reconheço que também mereçes os Parabéns por fazer um blog de tal qualidade da tua terra. Bjs


De tininha a 19 de Janeiro de 2006 às 22:12
Obrigada, pelo teu comentário no meu blog, os verdadeiros amigos marcam sempre uma pessoa, e no meu caso é mais complicado pois era amiga e colega trabalhávamos juntas, esta a ser difícil ultrapassar mas tem que ser.


De Paulo a 18 de Janeiro de 2006 às 15:54
Olá José!
Já fiz essa experiência que aqui tão bem descreve: Fui de Coimbra a Fátima com a minha fraca Fé mas graças a Deus fui atendido:-)
É de resto uma experiência maravilhosa e marcante e quem se quiser dignar conhecer bem as raízes do povo português tem que a realizar bem no meio daquela gente do mais genuína.
Um forte abraço e serei sua visita assídua:-)


De Pedro a 18 de Janeiro de 2006 às 08:47
Poderá haver muita exploração, mas sentimental?
Posso ainda adiantar que é das zonas do país turistico que temos, onde se come e dorme mais barato (qualidade/preço).
Já agora, só cá vem quem quer e respeitem a Fé dos outros!!!!


De Joo Sousa a 18 de Janeiro de 2006 às 01:00
Fátima nunca mais! Já basta de aldrabice e de exploração dos sentimentos do povo!


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


posts recentes

A caminho do centenário

FÁTIMA EM AGOSTO

Cumprir promessas

Oferta de flores à Virgem

A luz da fé

Água de Fátima

Peregrinação Internaciona...

Bispo de Leiria-Fátima vo...

Comunidade Ucraniana em P...

Igreja Paroquial de Fátim...

arquivos

Janeiro 2017

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds