Segunda-feira, 21 de Novembro de 2005
MÃE, PROTEGE TODOS AQUELES QUE CLAMAM POR JUSTIÇA
FatimaAnd.jpg


publicado por josedusantos às 22:01
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Domingo, 20 de Novembro de 2005
FÁTIMA, MÃE PROTECTORA
Todos os caminhos levam a Fátima. Nossa Senhora a todos recebe em seu coração e intercede junto de seu Divino Filho por nós.


publicado por josedusantos às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Pai nosso......
Fátima continua a ser um lugar onde muitos procuram - por vezes no silêncio dos seus corações - a paz interior e a força para viver a vida. Hoje tive ocasião de testemunhar isso mesmo. Na Basílica de Fátima, durante a celebração da missa das 19Horas, notei a entrada de uma senhora acomodada numa cadeira de rodas e que era conduzida por um homem ainda novo, na casa dos 35 a 40 anos, acompanhados de um senhor que aparentava ter perto de 60. A senhora teria idade idêntica. A sua postura de respeito ao fundo da igreja impressionou-me. Deduzi que seria uma família, possivelmente pais e filho. O homem mais novo conservou-se sempre atrás a segurar a cadeira, mas de vez em quando afagava com ternura a face da mãe e compunha o xaile. A senhora tinha um lenço na mão para limpar algumas lágrimas mais rebeldes que furtivamente deslizavam pelo rosto. No momento do Pai nosso, os três deram as mãos e recitaram a oração unidos, assim continuando alguns minutos. No momento da comunhão, foram receber o sacramento da eucaristia. No regresso, notei que a senhora chorava, pois levou várias vêzes o lenço à face. O homem mais novo pousava as mãos nos seus ombros e aconchegava-a. De vez em quando, passava-lhe a mão pela cabeça, como que a fazer uma festinha. A senhora segurou-lhe uma das mãos, retribuindo. Finda a Santa Missa, dirigiram-se ao altar e estiveram alguns minutos junto da imagem de Nossa Senhora que está no lado esquerdo, depois deslocaram-se para a direita orando junto das sepulturas dos Pastorinhos.
Após isso, eu saí. O tempo que demorei a percorrer a distância que separa a Basílica de Fátima a minha casa, foi uma oportunidade magnifica de pensar naquelas três pessoas. De onde seriam? O que as poderia ter levado a Fátima naquele fim de tarde/noite? Teriam ido agradecer algo, pedir a protecção da Virgem? De uma coisa fiquei ciente. Do carinho e amor que unia aqueles seres - possivelmente familia -, os gestos indiciavam isso mesmo. Recordo-me que senti enorme emoção quando os vi unidos, de mão dada, a recitar o Pai nosso.
Afinal, ainda há valores que são respeitados por muitos, crentes ou não, e Fátima continua a ser um espaço onde impera o silêncio das palavras que não ouvimos, mas onde, por vezes, os gestos dizem tudo.
Para aquela família e para todos vós que neste momento estais a ler estas linhas, eu desejo que encontrem aqui - ou em qualquer lugar - a paz de espírito que só podereis encontrar junto do Senhor.


publicado por josedusantos às 23:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


posts recentes

A caminho do centenário

FÁTIMA EM AGOSTO

Cumprir promessas

Oferta de flores à Virgem

A luz da fé

Água de Fátima

Peregrinação Internaciona...

Bispo de Leiria-Fátima vo...

Comunidade Ucraniana em P...

Igreja Paroquial de Fátim...

arquivos

Janeiro 2017

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds