Sexta-feira, 13 de Maio de 2005
Juventude Solidária ou solitária?

Os jovens em Fátima


 


jovem rezando.jpg


</a>


Se é verdade que uma imagem vale mil palavras, também será correcto dizer-se que uma imagem sem “leitura” poderá diminuir o seu valor. É isso que vou partilhar convosco, tentar fazer a leitura das fotos deste artigo. Não sou “perito” na matéria, mas vamos fazer uma acordo: eu farei o melhor que sei, vós ireis desculpar algum lapso que eu possa cometer, aceitam? Então vamos a isso.


Esta foto foi obtida no recinto do Santuário de Fátima que acolhia a Peregrinação Nacional dos Jovens e que teve lugar no domingo, dia 8 de Maio. Este jovem de aparência simples– talvez na casa dos vinte anos – já se encontrava lá quando cheguei. Distante, solitário, com a mochila e bicicleta ao lado, colocado sensivelmente a meio do recinto. Possivelmente, não fazia parte da peregrinação, mas ali esteve durante toda a celebração. De joelhos, de pé, em consonância com a liturgia. Deambulei pelo espaço circundante durante o acto religioso – a necessidade de tirar fotos, a isso me obrigou -, mas nunca o perdi de vista e vislumbrei a sua postura recatada durante as cerimónias. O seu recolhimento levou-me a pensar que, apesar de distante dos outros peregrinos, permanecia em comunhão com eles. Terminada a procissão, segui rapidamente até ao local onde estava, mas não o encontrei, certamente tinha saído também. Fiquei com pena, gostava de ter dialogado um pouco com ele para tentar compreender a sua opção. Assim, ficaram tantas perguntas por fazer a este jovem – mas que poderemos fazer a outros – por exemplo: por que escolhem o isolamento e a solidão para fazer a sua oração? Será que têm razões ou motivações para isso? Porquê?


 


Chamamento-Resposta .JPG


Na homilia da celebração eucarística, o Bispo de Leiria, D. Serafim Ferreira da Silva afirmou que os jovens deviam dar testemunho da sua fé, onde quer que fosse – e mencionou: “nas discotecas, campos de futebol” etc., para logo de seguida os interpelar se sim ou não, recebendo como resposta um SIM bem audível. Aludindo ao dia das Comunicações Sociais, disse: nós queremos a paz, não a violência, queremos um mundo mais fraterno. Terminou, apelando aos jovens para assumirem com coragem a opção por um mundo melhor.


Dar testemunho.JPG


O ofertório foi, nesta liturgia, um dos momentos marcantes, com um coro uniforme a louvar o Senhor. “Irmãos alegremo-nos” e  “oferecemos o fruto do nosso trabalho”. A juventude é assim: generosa e disponível.


 


Senhora regressa Capelinha.JPG


Terminou a celebração da peregrinação e a procissão com Nossa Senhora está a reentrar na Capelinha, as pessoas acenam com os lenços, consumando um adeus sentido á Virgem de Fátima. A foto é tirada da retaguarda, os crentes estão de costas para o mundo, seguindo a Virgem. O andor é colocado na Capelinha novamente, é o momento para as despedidas intimas de cada um e o regresso  para o mundo, certamente com o coração mais “leve”, aberto e solidário para os outros. As dificuldades do dia a dia, que marcam a vida destas pessoas, poderão ser agora mais suavizadas pela  fé na protecção da Mãe do Céu.


Cumprir promessa1.JPG


A fé não é suficientemente explicável. É algo que se sente e muito difícil de transmitir no concreto, mas que assume contornos muito personalizados. Na imagem vemos um jovem casal, o homem caminhando de joelhos com o filho ao colo, já vem de regresso da Capelinha. Certamente está a cumprir alguma promessa feita em momento difícil. Com ele, cruza-se um rapaz mais jovem ainda – que está de costas – e que faz o percurso inverso. O que teria motivado as promessas de um e outro?


 


Cumprir promessa2.JPG


Eis uma família com várias gerações. A face daquela senhora deixa transparecer alguma dificuldade, mas continua socorrendo-se do apoio daqueles que a acompanham. Um pouco mais atrás uma mãe sozinha, com o seu filho ao colo, tapado com um pano branco, certamente para o proteger do sol. Não sabemos as razões que deram aso a estas promessas, certamente foi em casos-limite, aqueles em que nós não acreditamos nas capacidades e poderes humanos e nos voltamos para Nossa Senhora, intercessora junto de Deus. Isto é uma expressão de fé que raia, por vezes,  os limites do sofrimento – e estamos a lembrar-nos de uma outra foto que tiramos, onde se pode ver uma senhora já em idade bastante madura, rastejando ao longo da passadeira a caminho da Capelinha. Emitindo uma opinião muito pessoal, creio que não devemos criticar este tipo de promessas, o que conta – nestes casos – é a individualidade expressiva da fé, que cada um tem o direito de exercer. O Senhor é Deus de amor e misericórdia, certamente que acolhe todos e a cada um, segundo a rectidão de intenções. Eu, confesso que admiro a coragem dos crentes que assumem a sua fé desta forma, independentemente das opiniões dos outros.


 


Jovens acreditam.JPG


Também os mais novos fazem promessas. Estas duas jovens que vemos – como tantos outros o fazem – com as velas na mão, dirigem-se para o local da oferta. Teriam prometido algo e vão agradecer ou será um pedido que vão fazer?


Todos diferentes e iguais.JPG


Estes dois jovens vieram de longe, os seus trajes são simbólicos. A diversidade de povos que visitam Fátima, permite-nos concluir que este local onde Nossa Senhora apareceu aos pastorinhos em 1917 - e hoje uma cidade -, mantém as características fundamentais  e é um ponto de encontro da humanidade.


Jovem maos postas.jpg


Elegi esta foto para fecho do trabalho. As cerimónias da Peregrinação dos Jovens estavam a findar. No canto inferior esquerdo, esta menina - muito jovem -  encaminha-se para a saída. Reparem na postura, mãos elevadas ao céu, concentrada, apesar de vir em  movimento. Que virá a pensar? De facto, isso não será relevante. Serve como modelo a tantos jovens e adultos. Vou agora responder á pergunta que formulei no inicio do  trabalho. Os jovens, são mesmo SOLIDÁRIOS. Nós, adultos é que temos de ter muito cuidado para não lhe provocar a procura da solidão.



publicado por josedusantos às 15:51
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


posts recentes

A caminho do centenário

FÁTIMA EM AGOSTO

Cumprir promessas

Oferta de flores à Virgem

A luz da fé

Água de Fátima

Peregrinação Internaciona...

Bispo de Leiria-Fátima vo...

Comunidade Ucraniana em P...

Igreja Paroquial de Fátim...

arquivos

Janeiro 2017

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds